desenvolvimento de conteúdos e-learning

#11 – Seleccionar o essencial para conteúdos e-learning

2 Nov , 2010  

Responda às 4 questões que o ajudarão a seleccionar a informação essencial para conteúdos de e-learning e a tornar a aprendizagem mais eficaz.

Num post anterior referi a importância de seleccionar a informação mais importante nos conteúdos para e-learning, nomeadamente os que se destinam a ser visualizados num computador, e fornecê-la em primeiro lugar. Para isto, a aplicação da técnica da pirâmide invertida pode-se revelar uma óptima solução.

Sublinhei também que um dos obstáculos à aplicação desta técnica pode ser a dificuldade em conseguir seleccionar a informação crucial. Muitas vezes os SME padecem de uma espécie de “maldição do conhecimento”, não querendo deixar de referir as nuances e detalhes de um assunto. Não é que os pormenores de um tema não sejam importantes. Mas, num determinado contexto de aprendizagem com objectivos bem definidos, serão o MAIS importante?

Ficam aqui 4 questões que o podem ajudar a seleccionar a informação essencial para conteúdos de e-learning e a tornar a aprendizagem em e-learning mais eficaz: More…

, , , ,

desenvolvimento de conteúdos e-learning

#10 – O essencial sobre questões de escolha múltipla

7 Abr , 2010  

Neste post partilho o resultado compilado de pesquisas sobre questionários de escolha múltipla e de como o seu uso pode enriquecer o potencial de aprendizagem de um curso de e-learning.

Regras de ouro da construção de questões de escolha múltipla

  • 10 Rules For Writing Multiple Choice Questions – este artigo de blog “The elearning coach” aborda as “regras de ouro” dos questionários de escolha múltipla. É de leitura obrigatória, mesmo para quem já trabalha há muito com estes questionários, pois ajuda a arrumar ideias. More…

, , ,

recursos

Conversão de conteúdos para e-learning

12 Mar , 2010  

Partilho aqui uma metodologia que desenvolvi para conversão de conteúdos presenciais para e-learning, e apliquei num projecto que envolvia vários módulos de formação com diferentes peritos internacionais. Trata-se de um conjunto de passos através dos quais o instructional designer vai orientando o trabalho dos subject-matter experts.

Fase 1 – estrutura e objectivos do curso

Numa primeira fase os peritos (subject-matter experts) reflectem sobre os objectivos, estrutura e tópicos do curso (passos 1 e 2). Deve-se verificar se os tópicos listados abordam a matéria suficiente para o formando atingir todos os objectivos e se as unidades seguem uma sequência lógica (que podem ser módulos ou sessões). Este passo foi decisivo para colocar os peritos a reflectir sobre a matéria realmente crucial, pois nos módulos de formação presenciais não tinham sido definidos os objectivos específicos. More…

, , , ,

eventos

Prepare-se para o rapid e-learning

30 Jan , 2010  

Prepare-se para o rapid e-learning com um conjunto de e-workshops lançados pela Delta Consultores, a um preço muito acessível.

São cada vez mais as organizações a aderir ao rapid e-learning, para responder a uma necessidade urgente de negócio, como preparar funcionários para o lançamento de um novo produto ou uma situação competitiva eminente, ou para fazer cursos sobre matérias que se desactualizam muito rapidamente.

O que é o rapid e-learning?

Rapid e-learning consiste na criação rápida de programas de formação em e-learning, com as seguintes características: More…

, , , ,

ferramentas

eXelearning: ferramenta de e-learning gratuita e fácil de usar

7 Dez , 2009  

exe_logoHoje vou falar-vos do eXelearning, uma ferramenta de autor para rapid e-learning, e especialmente adequada a formadores e professores sem competências na produção de conteúdos para e-learning (e não só). Esta ferramenta tem sido recomendada com grande sucesso nos meus cursos de produção de conteúdos de e-elearning. Não deixem de experimentar!

O que é?

O eXelearning é uma ferramenta de autor, que permite rapidamente e sem conhecimentos técnicos, montar um curso de e-learning em HTML More…

, , , , ,

ferramentas,recursos

Qual o valor educacional do twitter?

2 Dez , 2009  

twitterAs ferramentas web 2.0, como blogs, wikis ou redes sociais têm sido utilizadas para enriquecer experiências de e-learning. O sucesso do microblog, de que o Twitter é o rosto, coloca questões sobre de que forma esta ferramenta pode ser usada em e-learning.

Num post do Colaborativo.org é nos apresentada uma comparação muito esquemática e sucinta entre o valor educacional do blog e do microblog (Twitter). Quem ganha no final é o blog, por oferecer aos formadores maior liberdade de organizar e publicar conteúdos.

Já agora podem-me seguir no Twitter em http://twitter.com/selmavf

, ,

eventos

Evento – Tecnologia na Aprendizagem

23 Nov , 2009  

O CITEVE promove, no dia 27 de Novembro, nas suas instalações em Vila Nova de Famalicão, o evento Tecnologia na Aprendizagem. O programa do evento centra-se em duas temáticas importantes neste domínio: More…

,

desenvolvimento de conteúdos e-learning

#9 – Histórias para ajudar a aprender

18 Nov , 2009  

Um dos cursos em que estou actualmente a trabalhar tem como linha condutora uma narrativa, a qual molda todo o percurso de aprendizagem. Isto fez-me reflectir sobre o uso de histórias com finalidades pedagógicas. É o caso das fábulas por forma a transmitir mensagens com valor ético e moral, sobretudo a crianças.

Também existe potencial pedagógico das histórias nos cursos de e-learning, pois é uma forma de os tornar mais interessantes e cativar a atenção do formando, e alimentar a sua vontade de continuar a aprender.

Porquê usar histórias para facilitar a aprendizagem? More…

, , ,

desenvolvimento de conteúdos e-learning

#8 – Feedback em e-learning: torne-o num verdadeiro momento de aprendizagem

30 Out , 2009  

Ao limitar-mos as mensagens de feedback a expressões como “Parabéns, acertou!”; ” Errou, tente novamente” estamos a perder uma valiosa oportunidade de aprendizagem.

Os questionários de auto-avaliação são uma actividade comum em e-learning, mas cujo potencial de aprendizagem nem sempre é devidamente aproveitado. Neste post vamos ver como usar estes questionários para criar verdadeiros momentos de aprendizagem.

Uma possibilidade oferecida pelos questionários de auto-avaliação, como questionários com questões de escolha múltipla, verdadeiro/falso, etc., é o feedback automático. Podemos considerar dois tipos de feedback: correctivo e explicativo. O primeiro indica ao formando se errou ou acertou. O segundo explica porque errou. More…

desenvolvimento de conteúdos e-learning

#7 – Anime os conteúdos de e-learning

21 Out , 2009  

Acabe de vez com os conteúdos de e-learning monótonos!

Já alguma vez lhe aconteceu só se aperceber de um som repetitivo (como uma ventoinha) quando este subitamente desaparece? Isto sucede porque o nosso cérebro tem tendência a habituar-se a padrões e está desenhado para estar especialmente atento a mudanças. Como se relaciona isto com conteúdos de e-learning? More…

, , ,